Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Background Kiizul Antiquo.
Qui Mar 26, 2015 8:54 pm por LP-Ara

» Descrição do Mundo! - 6. Era
Qui Mar 26, 2015 11:48 am por RatinhoBr

» Ficha Jogador - Adaptada
Ter Mar 24, 2015 4:49 pm por RatinhoBr

» Um pouco mais sobre a origem de Derfel
Qui Fev 13, 2014 10:14 pm por pedro_cmf

» Background Reing!
Dom Fev 09, 2014 12:01 pm por LP-Ara

» BackGround Derfel Ap Sagramour
Qui Jan 30, 2014 12:14 am por pedro_cmf

» Background Broom
Seg Jan 27, 2014 11:33 pm por pedro_cmf

» Ressureisção
Ter Abr 09, 2013 1:04 pm por PaiLong

» BackGround
Dom Mar 03, 2013 7:12 pm por Dolphin

Relógio
Clima/Tempo
Som
Votação

Ogro-Mago VS Quimera

50% 50% [ 4 ]
50% 50% [ 4 ]

Total dos votos : 8


Background Barramar da Tundra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Background Barramar da Tundra

Mensagem por PaiLong em Seg Dez 24, 2012 12:35 am

[b][center]Prologo[/center][/b]
Poucos são os corajosos anões que abandonaram sua civilização ordeira e proteção de suas fortalezas para se aventurarem e trilharem o caminho do frenesi mortal em meio o caos da guerra. Uma peça rara de se ver ate mesmo na forja do grande deus ferreiro "Morandin", mesmo que seja um evento forçado.

Esta seria a melhor descrição de nosso aventureiro, uma gota de aguá neste imenso oceano,e dela lapidaremos sua historia, assim como a pedra que fora minerada e trabalhada a base do suor e determinação de um povo orgulhoso, pois o que seria o oceano se não milhares de gotas.

Como se é bem conhecido, as sucessivas derrotas dos anões pelo domínio das terras de GroundWorld acarretaram o êxodo de vários clãs à diversos recantos das terras conhecidas, e neste cenário, nas terras gélidas da tundra selvagem as margens das águas salgadas , se originou nosso aventureiro, Barramar da Tundra.

Poderia passar varais linhas descrevendo seus afazeres e angustias como um anão exilado dos bons costumes e das terras a quais pertenceram a milênios por seus antepassados , entretanto isso seria bastante enfadoso e mudaria o foco da nossa historia até então conhecida.

O fato é que Barramar atingiu a maturidade precocemente, e assim como tantos outros jovens anões desta geração, fadados as angustias e responsabilidades de autorreconhecimento, partiu mundo a fora a procura de algo a mais.


Última edição por PaiLong em Ter Jan 22, 2013 12:41 pm, editado 3 vez(es)

PaiLong
Herói Caçador de Dragão
Herói Caçador de Dragão

Mensagens : 771
Data de inscrição : 11/03/2008
Idade : 28

Ficha do Personagem
Nome do Personagem: Tordak Lorien
Raça, Classe e Nível: Anão Bárbaro Ranger (4-2)
Experiência:
16000/21000  (16000/21000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Background Tordak Torunn

Mensagem por PaiLong em Sex Dez 28, 2012 1:20 am

[center][b]A Historia Não Contada[/b][/center]
É do conhecimento geral daqueles que possuem o saber, que o nome anão, conforme as tradições, é concedido pelo ancião do seu clã. E que todos os nomes adequados para essa raça já foram utilizados e reutilizados através das gerações. O nome anão não lhe pertence, mas ao seu clã. Se ele o utilizar mal ou envergonha esse nome, seu clã pode retira-lo. Um anão que perdeu o seu nome é proibido, pela lei dos anões, de usar qualquer outro nome da raça. [color:0d0e=green](Livro 01, D&D 3,5)[/color]

Fato é, Barramar da Tunda, é um nome Humano, a qual lhe foi concedido a tempos atras, em um campo de escravos pertencente as tribos barbaras humanas do terras ao sul de LiveGran, próximo ao mar salgado em um período peculiarmente frio até mesmo para aqueles que eram acostumados a vida ao relento da brisa do vento.

Seu verdadeiro nome, já muito esquecido, é Tordak Torunn, descendente do clã Torunn, conhecido por sua aptidão militar e prestação de serviço especializados (mercenários) aos que seus bolsos e barrigas satisfizessem.

Como qualquer anão jovem anão Torunn, despertou o interesse juvenil de acompanhar os grandes mestes em suas missões, como ajudante ou cuidador de suas montarias e pertences, um tipico desejo de um jovem anão que não previa como enfadoso e entediante seria tratar serviços alheios de seus protetores.

Foi neste rumo, que a vida Tordak mudaria drasticamente, pois em uma de suas missões, enquanto aguardava o retorno de seus mestres em um acampamento improvisado, fora surpreendido por Drows, que o puseram em nocaute e os levou em um saco, como se foce batatas.

Ao retomar sua consciência, fora daquele saco nefasto, soube que se encontrara em um posto avançado de trocas, inclusive, lá pode visualizar em meio a confusão, que parte dos pertences que pertencerá a seus mestres estavam dispostos a venda, chegando a conclusão desta maneira que suas vidas haviam de sido tomadas pelos mesmo que o puseram no saco, e não poderia esperar pelo seu salvamento mediante as circunstancias.

Na ocasião, havia um leque de possíveis compradores: Os tenebrosos e horrendos Orc's/Goblins que provavelmente lhe usariam nas minas de ferro; Exista os seres obscuros que estariam dispostos a contrabandear seus órgãos ou realizar experiencias macabras; Além de tribos barbaras humanas propensas a negociado num futuro próximo ou usa-lhes até onde fosse útil. Por fim, ainda existia À possibilidade na falta de compradores, ser colocado de alimento as feras, essas algumas horas, fora a mais desejada pelo anão, que temia pela humilhação da escravização ou depravação de seu corpo.

Neste processo acabou sendo comprado junto a outros humanos pela quase extinta tribo dos Cabeças Chatas, a qual lhe designaram o nome de Barramar da Tundra. Lá aprendera a linguá humana e a selvageria, deixando de lado para sua própria sobrevivência o espirito ordeiro dos anões.

Passou-se 15 anos humanos e muitas cicatrizes, para que se acostumasse com os serviços que lhe eram ordenados, pois nada adiantara tentar fugir, sem que estivesse apto a driblar e sobreviver aos rastreadores em seu encalço, pois as consequências para um escravo fujão, meu caro, não eram nada agradáveis se o mesmo fosse pego ainda com vida, fora o fato, de existir a possibilidade de ser recapturado pela escoria Drow, sempre vistas na Floresta Suprema.

Fugira rumo ao nordeste da Floresta Suprema, durante o banquete de cerimonia à chegada de [color:0d0e=darkred]Pata de Urso[/color], Líder Supremo das Tribos Barbaras do Sul, a grande vila de Growvile localizada no leste do Reino de Garmenia. Em meio a bebedeira e festas realizadas, acabou ganhando 2 dias de vantagem de seus mestres que não percebera sua falta, pois havia deixado adiantado tudo que poderia lhe ser requisitado.

Usando da seiva d'arvore pode se soltar daquelas correntes e algemas, e junto aos demais disposto a esse feito fugiu em uma madrugada de ressaca. Correu feito um louco, sem parar, deixando até mesmo para traz aqueles que não podiam lhe acompanhar, pois sabia que seu destino seria curto se ficasse a descansar. (Nunca mais teve noticias dos mesmos)

Quando os mantimentos que levará acabara, e vestígios da presença de seus outros companheiros sumira, passara a se alimentar do que a natureza lhe proporcionava, e em meio a 1 mês neste percusso, já exausto e desacreditado que poderia encontrar á salvação, encontrou uma caravana de mercadores de joias e tapete.

Os Mesmo estavam se dirigindo para as terras anãs e ofereceram transporte ao moribundo anão e em troca o mesmo teria que ajudar nos serviços necessários para aquela caravana poder continuar. Seria a melhor escolha, entretanto o mesmo recusou, e apenas perguntou para onde ficava as terras humanas civilizadas.

Não podia mais voltar a sua terra de origem, não maltrapilho e com a desonra da escravização, propôs apenas retornar quando muitos tesouros e glorias sua imagem conquistar. Assim trabalhou por longos 5 anos em todos os serviços que ofereciam até poder juntar os recursos necessários para sua viagem as terras magicas realizar e encontrar seu destino.

[b]Obs[/b]: Tordak não odeia as Tribos Barbaras do Sul, muito menos os humanos, pois muitos deles já compartilharam suas correntes e algemas, seu ódio pertence aos Drow's e ao sistema de escravização que lhe proporcionaram tal destino inglório.



Última edição por PaiLong em Ter Fev 05, 2013 9:50 pm, editado 6 vez(es)

PaiLong
Herói Caçador de Dragão
Herói Caçador de Dragão

Mensagens : 771
Data de inscrição : 11/03/2008
Idade : 28

Ficha do Personagem
Nome do Personagem: Tordak Lorien
Raça, Classe e Nível: Anão Bárbaro Ranger (4-2)
Experiência:
16000/21000  (16000/21000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Desaventuras nas Terras Magicas

Mensagem por PaiLong em Ter Jan 22, 2013 12:40 pm

[center][b]Desaventuras nas Terras Magicas[/b][/center]
Nas terras da ilha encantada viu-se perdido mediante a diversidade existente dentro dos muros da cidadela magica, e como a mesma pode transformar o coração de um povo orgulhoso, em almas vagabundas, traiçoeiras e sem muita credibilidade. Uma realidade digna de ser lamentada, mas não esquecida, pois mesmo entre sangue irmão, tudo poderia ser trocado por um punhado de moedas.

Um olho gordo com cheiro de pexe, tentaria lhe passar por tolo e roubaria parte do seu ouro, aquele coração se entristeceu, deixando para traz o recinto que um dia tentou reunir seus irmãos anões.

Guiados pelo mago da torre vermelha, em inimigos sua fúria descontou, e troféus dos principais embates o guardou, ate que um bom anão o chamou para sua colina, ajuda-lo em um trabalho esquisito.

Dos espólios fez sua nova moradia, e trouxe irmãos para compartilharem riquezas e alegrias nas terras que Belgon clamaria como Colina Baixa. Não tardar tantas responsabilidades, teria novamente que se lamentar perante as vidas perdidas e traições cometidas por uma raposa sabida e traiçoeira que acabou fugindo em meio à aparição do Anão, Aldagar.

O mesmo, já era conhecido, e ao mesmo tempo desconhecido pois nunca imaginariam que aquele druida seria o protetor do equilíbrio das terras de colina baixa, e que os animais a sua voz comandava.

Sua vingança precisou deixar para traz, pois noticias de Aldagar tivera, Aquele estava à retornar para proclamar o que lhe havia sido tomado. Precisaria ao norte procurar um procuras um aliado capaz de proteger aquilo que não era mais capaz, ou na incerteza do Sul buscar a magia que lhe poderia ser util.

Ao Norte rumou e vislumbrou perante montarias aladas, os líderes da Legião Anã, Dreger e Taker, que prometeram lhe ajudar assim que terminassem assuntos de invasões em uma certa Ilha dos grotescos repteis Saiwadins. Desta os aventureiros participaram, e seu valor provaram em meio as dificuldades impostas no campo de batalha e no recinto da hidra onde espólios e troféus conseguiram conquistar.

Após a batalha terminar e na base de Dreger retornar, os mesmo entraram na legião, e receberam a noticia no livro magico, que seu antigo mestre, o mago vermelho, havia perecido e este destino seria também atribuído aos seus seguidores.

Passara um tempo de comemorações e festas, aproximadamente 1 semana, e mesmo assim nosso herói se mantinha inquieto e preocupado com a veracidade de tais informações a quais aparecera no livro magico. Por fim o Grande Líder Dreger, partiu rumo a Hasmer em sua águia para resolver assuntos relacionados a sua legião, deixando seu braços direito, Taker, encoberto da tarefa de averiguar a situação da mina e determinar se a mesma teria valor a sua legião dado aos perigos descritos por seus novos membros.

Barramar e seus companheiros se reuniram com Taker, lá decidiram que Manto Verde seria o mais apto a fazer a missão de reconhecimento da mina, devido suas habilidades e conhecimentos natos da região. Lá descobriram que a mina se encontrava em posse da escoria Drow, e que a mesma havia sido fortificada com duas torres magicas, para piorar, a população de Colina Baixa bem como seu líder Belgon haviam desaparecidos, assim como Aldagar, o druida anão, e para completar havia indícios de movimentação dos homens de Raposa das Montanhas em seu covil.

Mediante a esse relatório e a incerteza do que havia acontecido com a população de Colina Baixa, Barramar fora junto com Taker em sua Águia Gigante, as terras dos Gnomos a procura de informações, enquanto o restante do grupo de aventureiros se dirigira para a cidade de Sad e Jel.

Os gnomos como muito sabem, dificilmente saem de suas tocas ou se interessam em assuntos externos de seus domínios, sendo assim, nada sabiam sobre o que acontecera, aliais, nem tinham percebido que uma tropa Drow havia circulado pela região e tomado posse da mina e Colina Baixa.

Seguiram viagem até Tribon, cidade dos anões em Sad e Jel. Lá encontraram o que tanto procuravam, os anões estavam salvo, entretanto os mesmos, se encontravam abalados e entristecidos com a perda de seu lar. Na procura de informações descobriram por meio de um dos engenheiros que cordenava as atividades de extração da mina, que a mesma tinha capacidade de fornecer um montante de 5.000 PO por mês em um período minimo de 2 anos, caso tivesse trabalhadores suficientes para tal empreitada.

Mediante a esses fatos a decisão de ir ao embate contra os Drows e retomar o domínio anão sobre a região estava quase como certa, e passou a ser uma questão de honra e dever anão quando os mesmos passaram a ter conhecimento que boa parte da população de Colina Baixa, havia negado abandonar seu lar, e provavelmente haviam sido capturados ou mortos pela escoria Drow.

Visto isso, Taker solicitou tempo para preparar suas forças ao embate, cerca de 1 mês, neste período Barramar retornou a Sad e Jel, e descobrira informações relevantes ao mundo e a si próprio...

Entre estas informações, saberá a identidade e localização daquele que se encontrava com o livro do Mago Vermelho, bem como sua incapacidade de enfrenta-lo no atual momento. Também descobrirá que a Torre Vermelha, estava agora na posse do irmão mais novo do mago, e este foi franco ao dizer que não poderia ajuda-los em tal aventura, mas caso tivessem exito, os premiaria com suas posses mais valiosas.

Na taverna do Dragão de Mitril, uma das maiores ou se não a maior de todo o mundo de shoigun, reencontraram a Elfa Maga Elien, a qual junto com sua guilda "Terras Limpas" havia ajudado nossos aventureiros em missões passadas. Lá requisitaram sua ajuda para se adentrarem no recinto da tal mistica criatura, entretanto tal tentativa se deu inútil, pois acabaram por se notificar em meio as pesquisas do Mago Ranger Alroric, que tal missão envolveria grandes riscos, criando-se um ar de insegurança que resultou na desistência da missão ate então.

Sendo assim os heróis ficaram a repousar/trabalhar na cidade, ate que esgotasse o tempo a qual Taker pedira para reunir suas tropas, inclusive aproveitaram esse período para trocar alguns de seus pertences, em especial o Ovo de Hidra, no mercado das feras por dois ovos de Coruja.

Chegado o tempo, nossos aventureiros, rumaram, para a fortaleza de Dreger, la conheceram outra figura imponente na legião, era Tuke filho de Taker, a qual se destacava na sua falta de sutileza quanto a estrategias de guerra e sua fome por batalhas. Agora reunidos, esquematizaram os procedimentos da batalha, dividindo as forças em trés frentes de batalha, neste procedimento, Barramar acabou sendo incumbido de liderar um regimento de 140 Soldados nas "Artérias Proibidas" da mina, realizando o primeiro ataque com intuito de atrair o inimigo, para que o mesmo fosse pelos flancos pelo outro regimento que viria pelo túnel que conectava a mina a Colina Baixa, enquanto e Taker seu filho Tuke seguiriam com um ataque maciço no portal principal, a qual supostamente deveria estar menos guarnecido com as confusões no interior da mina causada pelo grupo de Barramar.

Como esperado a Batalha iniciou-se com grandes baixas do lado dos anões, mediante ao fato que o primeiro ataque, liderado por Barramar agiria como isca para atrair a escoria Drow. A estrategia funcionou e rapidamente o rumo da batalha mudou a favor dos anões que mesmo enfrentando as adversidades inesperadas como Golens e Orc's montados em Wargs, obtiveram um estrondosa e imponente vitoria sobre as forças Drow's [color:5ad6=red][b](4x1)[/b][/color] , que acabaram por entrar em debandada após a morte de seu líder. E as boas noticias não paravam por ai, pois a população de colina baixa a qual havia se negado se retirar da sua cidade, fora achada e liberada do cativeiro Drow.

Normalizada a situação, nossos heróis voltaram para mais uma semana de comemorações na fortaleza de Dreger, e no final deste período, foram surpreendidos pela visita de seu grande e honrado mercenário Meio-Orc, Machado Assassino, que desaparecerá em meio a fuga da população de Colina Baixa, e voltará para continuar a prestar seus serviços especializados. Twisted Evil

O mesmo contou de de seus afazeres durante o período em que a mina estava na posse dos Drow's, e aproveitou para convidar nossos heróis em uma empreitada a qual não tinha sido capaz de concluir e que por pouco haveria de perdido sua vida. Esta se tratava de um tesouro de elfos marinhos, que deveria estar localizada em uma antiga ruína submersa no litoral de Sad e Jel, a proposta fora imediatamente negada mediante a falta de proeza neste tipo de território, e a própria falta de incertezas e capital para concretizar tal investida.

Apos muita enrolação e incertezas quanto ao que fazer, nossos aventureiros seguidos de machado assassino, acabaram unindo o útil ao agradável, por decidir à embarcar no convite realizado pela guilda Hope Ray, cuja cede estaria localizada na cidade de Naltar, ao sul do desconhecido reino de RostValler.
Pois Toripe, mais conhecido como Manto Verde, estava inquietamente preocupado com a falta de noticias de seus mestres na Montanhas de Corlan, e Alroric ansiava por voltar a sua terra natal, para informar da morte de sua companheira.

Sendo assim nossos Heróis e partiram do reino de Sad e Jel acompanhados de tantos outros aventureiros, enquanto a aprendiz de Manto verde, ficou encarregada de supervisionar o treinamento das Corujas em Sad e Jel até o retorno de seu mestre.

[b][center]FIM[/center][/b]


Última edição por PaiLong em Qui Fev 07, 2013 11:35 pm, editado 6 vez(es)

PaiLong
Herói Caçador de Dragão
Herói Caçador de Dragão

Mensagens : 771
Data de inscrição : 11/03/2008
Idade : 28

Ficha do Personagem
Nome do Personagem: Tordak Lorien
Raça, Classe e Nível: Anão Bárbaro Ranger (4-2)
Experiência:
16000/21000  (16000/21000)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Background Barramar da Tundra

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:12 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum